«RESENHA» Dominados, de Mila Wander @QualisEditora


Titulo Dominados
Autora: Mila Wander
Editora: Qualis
Páginas: 489
ISBN: 9788568839027
Publicação: 2015
Compre: Loja da Editora
Sinopse:
Livro enviado de cortesia pela Qualis Editora
Conteúdo do livro indicado para maiores de 18 anos.


Os protagonistas trabalham na MD Construtora e estão concorrendo a uma vaga de diretor geral. O que os dois têm em comum? Personalidades controladoras na vida pessoal e sexual. A química entre os dois era incontestável, está lá, e como dois bicudos não se bicam e muito menos duas pessoas adeptas das práticas BDSM, a disputa será acirrada por algo relacionado ao trabalho ou não. (risos).

Laura Diniz tem de 32 anos e consegue superar todas as adversidades que a vida lhe impõe, e sabe como dá a volta por cima, por isso tinha a certeza que seria promovida. Mas por trás dessa competência e determinação, encontra-se uma mulher vulnerável. Ela é arquiteta e coordenadora geral do departamento de estratégia, muito ambiciosa se sente pressionada por ser negra tem a necessidade em ser a melhor em tudo.

Henrique Farias sabia que era muito mais que um sorriso bonito, também muito ambicioso, desejava o controle e o poder, mas quando conhecemos melhor vemos que é totalmente humano. As mulheres não resistem ao seu charme, ao brilho de seus olhos azuis e ao seu sorriso sensual. Aos 34 anos ocupava o cargo de coordenador do departamento de contabilidade da MD Construtora e acreditava que seria dele a vaga de diretor geral.
No desenrolar da história podemos perceber que ninguém tinha a intenção de se submeter ou se deixar seduzir enquanto não tivesse suas necessidades atendidas. A maneira como a Laura lidou com certas situações me irritaram bastante. Assim, infelizmente não consegui sentir muita empatia por ela, o que foi uma pena. Mas reconheço que se ela fosse alguém real, e não fictício, diria que apesar dos pesares conseguimos ver a mulher forte nela. Henrique, por outro lado tem uma personalidade totalmente cativante que me fez suspirar em diversas cenas. Não foi difícil me apegar a seu jeito de ser, com certeza ganhou meu coração.

Gente foi inevitável! Ao decorrer da narrativa associei a história a alguns livros que li do mesmo gênero. Sou fã de 50 tons, de E. L. James, mas nem tanto de Toda Sua, da Sylvia Day e Peça-me o que quiser da Megan Maxwell, larguei de vez. Não me considero nenhuma puritana, longe disso, mas sinceramente neste achei as cenas muito fortes, mas perfeitamente “normal” aos praticantes de BDSM e totalmente de acordo com a história. Narrada em primeira pessoa, alternando os pontos de vista dos protagonistas, a história tem seus altos e baixos, mas nada que me fizesse desanimar com a leitura.

Um dos personagens secundários mais marcantes é o Jaime, ele ocupa na vida da Laura Diniz um espaço muito importante (se é que vocês me entendem). Possivelmente, vou querer ler outros livros da autora que soube dosar drama, humor, romance e muita sensualidade. O gênero deste livro não agrada a todos, ou como eu não se sente confortável com algumas cenas. Por isso, para que possa desfrutar da leitura o leitor deve ser desprovido de quaisquer inibições. (risos)

A Editora Qualis acertou ao escolher a fonte de tamanho agradável para a leitura. Adorei! A capa é simples, mas bonita, dando uma dica sobre a temática do livro.

Facebook: 
Twitter:
Que tal conhecer um pouco mais sobre a editora? Confira: http://www.qualiseditora.com/

►TOP COMENTARISTA◄
Dedos cruzados Boa Sorte Dedos cruzados

Comentem e Compartilhem!

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...