[Um livro inesquecível] Terror em Avignon - Mary Stewart by @arismeire


Título: Terror em Avignon
Autor: Mary Stewart
Editora: Editora Record
SINOPSE: 

Quando Charity Selborne chega a um pitoresco hotel no sul da França para passar alguns dias de férias com uma amiga, ela conhece o menino David e acaba por entrar no meio de um jogo perigoso de vingança, assassinato e traição. No meio deste jogo Charity deve lutar para salvar David, ela mesma e redescobrir o amor..

Nome: Arismeire Fiedoruk
Livro inesquecível: Terror em Avignon - Mary Stewart

Resenha /Comentário:

Adoro este livro, pois ele tem romance, suspense e ação na medida certa, com todo o charme de um livro escrito entre as décadas de 50/60.
Terror em Avignon foi o primeiro romance de Mary Stewart a ser publicado, e é, dos livros escritos por ela, meu favorito (além de ter sido o primeiro que li). 
A história se passa em seis dias, no sul da França. Charity Selbourne está de férias com sua amiga Louise e ambas estão hospedadas num pequeno e aconchegante hotel na cidade de Avignon. 
Charity se aproxima de David, um menino retraído e solitário, que está viajando com a madrasta ( a mulher não esconde que não liga nada para o garoto) e com seu desastrado e adorável cão, Rommell. Em pouco tempo a protagonista fica sabendo da trágica história do menino: o pai de David é um assassino, que matou o melhor amigo e tentou matar o próprio filho.
Como Louise (a amiga) prefere ficar descansando no hotel e pintando as paisagens ( e bebendo sucos gelados de uva ou café preto - coisas que eu também amo - Charity passa fazendo visitas aos locais turísticos, às vezes sozinha, às vezes em companhia de David e consegue a permissão da madrasta do garoto para levá-lo a Nimes em uma excursão de um dia.
Durante este passeio a Nimes algo acontece: o pai de David aparece e Charity se envolve num jogo de gato e rato para conseguir tirar o menino daquele lugar sem que o pai o encontre. Eu quase roí as unhas neste momento, pois fiquei apavorada com a moça, diante daquele homem ameaçador e que parecia disposto a matá-la para encontrar o garoto.
Charity consegue levar David de volta a Avignon em segurança, só para, numa visita a outra cidade minúscula no dia seguinte (Les Baux), encontrar o pai de David novamente. 
Sério, as sequências de perseguição entre os dois são ótimas. Quando ela parece não ter escapatória, Charity tem mais uma ideia genial e escapa... ela é uma ótima protagonista; jovem viúva independente (o marido morreu na segunda guerra), ainda sente-se profundamente ligada ao marido, mesmo estando pronta para seguir em frente. É uma mulher sensata e calma e muito corajosa e uma de minhas protagonistas favoritas.
Ao ler este livro você deve estar disposto a crer em amor a primeira vista e, acreditem em mim, eu não duvidei em nenhum momento dos sentimentos dos protagonistas, uma vez que a autora os mostrou de tal forma que se mostrou impossível não crer.
Pois bem, por trás desta história envolvendo assassinatos e tentativas de assassinatos há algo muito mais profundo, com os pés em crimes cometidos durante a segunda guerra e mais vilões do que Charity e o leitor imaginava haver. A leitura prende a gente, do inicio ao fim, num ritmo acelerado que culmina numa sequencia de ação muito bem feita.
Este livro também é para aquelas que gostam de heróis sombrios, que não hesitam por nada quando a vida de quem ama está em risco. 

Qual a frase mais bonita /inteligente ou marcante do livro ?
"Eu adoro esta passagem, logo no inicio do livro:

"— E agora quinze dias... — murmurou ela sonhadoramente. — Quinze dias inteirinhos sem ter nada para fazer senão beber e tomar sol.
— Sem comer também? Está fazendo regime?
— É verdade... E quase me esqueci de como é que se come. Dizem que em França o gado ainda dá filés... Que figura irei fazer diante de um filé?
— É preciso fazer essas coisas sem precipitação, — disse eu, abrindo uma das venezianas, que protegiam do sol da tarde. — É bem provável que o garçom faça as apresentações. Alice-Louise, o filé. Filé, Louise. Você então fará um cumprimento de cabeça e o filé estará apresentado."


                                                           Participante nº7: Arismeire Fiedoruk

Quer participar do Sorteio? Compartilhe "Um livro inesquecível"?
Clique AQUI.

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...