Entrevista com Eleonor Hertzog (@EleonorHertzog)


Olá, Apaixonados! Uma ótima segunda feira!
Hoje eu venho trazer a entrevista que eu fiz com o autora  Eleonor Hertzog.Vamos conhecê-la?

 1 - Quem é Eleonor Hertzog? 
Alguém apaixonada por sua família, seus livros e seus gatos!

2 - Você lembra quando e como surgiu a sua vocação para a escrita?
Escrevo desde sempre; então, não é nem uma vocação, é um estilo de vida...

3 - Há algum tema específico sobre o qual você goste de escrever?
Minha paixão/vício é fantasia, que se intromete em tudo que escrevo.


4 - Como é o seu processo criativo?
Processo criativo – quer dizer, algum tipo de organização para escrever? Vejamos: escrevo quando consigo, entre os compromissos de família e trabalho. Nunca fiz um roteiro de escrita, mas costumo ter “calendários” com as datas do meu mundo e o que aconteceu em cada dia. Depois que finalizo um texto, reviso tantas vezes quantas meu perfeccionismo exigir. Quando o texto vai para a revisora e volta, eu reviso a revisora. E, quando todo mundo acha que está pronto, reviso mais umas duas vezes!

5 - Qual foi o momento que te marcou mais nessa carreira de escritora?
A chegada de “Cisne” aqui em casa. Era a prova física de que meu sonho estava se tornando realidade!

6 - Quando você escreve, já sabe qual será o desfecho da trama ou a história dita as regras?
Meio a meio. Meus personagens são bastante independentes e sempre conseguem modificar alguma coisa do desfecho que eu tinha planejado. Mas, em geral, consigo mandar neles. Um pouquinho.

7 - De onde surgiu a ideia para o livro Guardião? Pode nos contar um pouquinho sobre ele?
Steve, o protagonista de “Guardião?”, é um personagem que aparece rapidamente em “Cisne” e “Linhagens”. É, no entanto, muito importante para o enredo, e merecia alguns momentos só seus, assim como os leitores mereciam conhecer melhor sua história. “Guardião?” tem uma história que acontece em apenas um dia, mas, neste dia, pode-se conhecer toda a vida de Steve, seus objetivos e seus segredos. Além disto, o enredo se apresentou prontinho, com começo, meio, detalhes e final. Foi só sentar e escrever!

8 - Existe alguma lição que você queira passar com sua história?
Não escrevo tentando passar lições, mas, se fosse tirar alguma lição de “Guardião?”, seria para nunca confiar nas aparências...

9 - Você acha que a literatura brasileira está sofrendo uma mudança atualmente, as pessoas estão prestigiando mais os autores nacionais? E como anda a qualidade de nossas histórias?
Sim, acredito que os leitores estão muito mais interessados nos livros nacionais do que há alguns anos. A curiosidade, a presença em feiras e eventos tem sido cada vez maior. Quanto à qualidade, está aumentando sempre mais!

10- Que conselho você daria a pessoas que estão começando a escrever suas próprias histórias?
Leia MUITO antes de começar a escrever. Não basta ter uma boa ideia. É necessário saber como passá-la para um texto. Também é necessário ter bom domínio da língua escrita, porque escrever é diferente de falar e há regras que devem ser respeitadas. E não confie na autocorreção do Windows. Ela pode levar qualquer descuidado a escrever que dragões têm “caldas” e que doces são feitos com “caudas” de açúcar...

Para você:

Escrever é... semelhante a respirar.
Livros são... indispensáveis.
Inspiração literária... sei lá. As histórias pipocam quando querem!
Um livro: uia, não serve uma lista?! Pelo menos uma trilogia, ok? E daí fico com O Senhor dos Anéis!
Um personagem: Hercule Poirot
Um(a) autor(a): Isaac Asimov
Um Sonho... o de todo escritor nacional: viver de literatura!

Contatos da autora:
contato@eleonorhertzog.com.br
www.eleonorhertzog.com.br

 Agradeço imensamente todo o seu carinho Eleonor e te desejo todo sucesso do mundo. 

►TOP COMENTARISTA◄
Dedos cruzados Boa Sorte Dedos cruzados

Comentem e Compartilhem!

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...