Primeiras Impressões: Pátria Chamada Amor, de Marcia Rubim

Título: Pátria Chamada Amor: Quando vencer a batalha significa se render
Autora: Marcia Rubim
Publicação Independente
Onde Comprar: Amazon
Sinopse:

A grande obstinação do capitão Christiano Vicenzo é chegar ao topo máximo da carreira, ou seja, ao generalato do Exército. Para alcançar a sua meta, precisa manter uma vida pessoal e profissional irretocável.
Tudo começa a mudar quando ele serve em Niterói e conhece Nina, uma jovem com problemas sociais que ultrapassam – e muito – o que ele idealiza como protótipo de par perfeito. Fascinado pela garota, o militar decide arriscar no relacionamento, mas não imagina que, ao ser convocado para integrar a Missão de Paz no Haiti (MINUSTAH), terá sua história ao lado de Nina tragicamente desviada.
Inconformado com os caminhos que o destino escreveu para si, Christiano vai descobrir com o tempo que a maior batalha na reconquista do amor perdido talvez seja enfrentar as mágoas do passado e que a felicidade não segue regulamentos.
Um romance sensível e resistente ao tempo, que mostra que até mesmo para servir com dignidade à pátria é preciso que a pessoa por trás da farda esteja em paz com o coração.



Hoje o post será das minhas primeiras impressões da leitura dos cinco primeiros capítulos do livro Pátria Chamada Amor: Quando vencer a batalha significa se render, da autora Marcia Rubim. 

Christiano e Nina se conhecem em uma balada e após alguns acontecimentos repletos de mal-entendidos, poderia ela perdoar e aceitar o militar em sua vida? Não era a intenção de Nina, claro!
O que posso adiantar, é que apesar de Christiano ter se precipitado em julgar a Nina, ao acompanharmos os pensamentos e sentimentos dele, não conseguimos ficar com raiva ( pelo menos eu não fiquei).

Nina é uma universitária durona e frágil ao mesmo tempo, decidida e confusa. Mas o destino é bem caprichoso e os dois se encontram novamente... É bem interessante ver esse reencontro entre eles - as faíscas saem devido à intensa atração que um sente pelo outro. Eles praticamente se apaixonaram à primeira vista, mas lutam para resistir ao sentimento! É bem interessante ver a luta já que os dois são teimosos e fazem de tudo para não se entregarem a esses sentimentos.

Nina não estava procurando naquele momento um relacionamento, mas o militar a afetava de maneira visceral. Claro que ela joga duro, mas Christiano é um homem muito centrado e inteligente, ás vezes quase com uma calma fria, em tudo que fazia. E não dá trégua pois estava planejando um modo de convencê-la a dar uma chance a eles. Se bem que não é tão difícil assim, pois a atração entre eles é intensa quase impossível de resistir.

Nina nunca imaginou que sua vida mudaria tão inesperadamente. Ela tem uma relação difícil, com um pai irresponsavél que nunca se preocupou em fazer nada pela filha. Claro que Christiano não sabe dos problemas que ela tem com o pai. E Nina nem imaginava a bagagem que Christiano trazia. Pelo visto, os dois são bem problemáticos – e ainda assim eu acredito que eles se completam de uma forma incrível - ou não?!

Para resumir: A história é narrada em primeira pessoa, intercalando os capítulos entre Christiano e Nina, mostrando o ponto de vista de cada personagem. O pouco que li já deu vontade de continuar e de descobrir mais sobre tudo que a leitura nos reserva. Com certeza teremos aqui uma história de amor linda e sensível que não deixará de mostrar as dificuldades que o relacionamento do casal enfrentará.



Obrigada pela sua visita! Comentários são sempre bem-vindos!
Caso tenha um blog, deixe o link  para que possamos retribuir a visita! 

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...