O Senhor da Fronteira, de Sophia James @harlequinbrasil

Título: The Border Lord
Autora: Sophia James
Editora: Harlequin
Páginas:286
Sinopse no: Skoob
Onde Comprar


 «Durante toda  a vida se vira cercado pela traição, pela mentira e pela falsidade, e a beleza pura da verdade era uma arma poderosa. Muito poderosa, aliada á sua falta de sono e às curvas daquele corpo tentador sob o fino tecido do lençol. Pág. 94»


A história começa no ano de 1360... Com uma cerimônia de casamento nada romântica entre Grace e Lachlan. Infelizmente não é uma união por amor, e sim política.

Eu amei cada personagem! Tenho que começar por Lady Grace Stanton, a minha preferida. Ela é uma jovem tímida, órfão que consegue se virar e levar uma vida relativamente normal até que, um dia, foi obrigada a se casar. Apesar de demonstrar fragilidade por ser meio gaga, e ter uma doença de pele quando foi forçada a acompanhar o marido, ela mostrou seu lado forte, determinado.

A falta de beleza da esposa não era um problema para Lachlan, embora ele vá tirar o máximo proveito desse casamento tendo filhos, deixou bem claro que pretendia manter a amante. Grace não bem vinda no início, mas ela ganha lentamente o respeito e a confiança de todos, exceto de seu marido. Quando a paixão por fim os uniu, Lachlan se recusa a abrir o coração. O problema é que nem sempre as coisas saem como esperado.

No entanto, há sabotagem tentando fazer parecer que Grace está tentando derrubar o clã, mas ela não se desesperou, pelo contrário, mostrou coragem e muita maturidade, e confiança diante de todas as dificuldades. Enquanto mentiras e traições cercam o caminho do casal, para Lachlan a pior prova será ter de escolher em quem acreditar a confiar.

O romance entre Grace e Lachlan se desenvolve lentamente e de uma maneira natural que fez eu me apaixonar pelos dois. Minha primeira impressão de Lachlan foi que, considerando que ele foi criado para ser um guerreiro, ele me pareceu imaturo e imprudente. Entretanto, ignorando isso, ele era um líder inteligente, não demora em que perceba que sua esposa é uma mulher doce, que tem medo de se abrir e acabar machucada.

Em alguns momentos se eu estivesse no lugar Lachlan também teria dificuldade para saber em quem poderia confiar. Ele tinha todos os motivos do mundo para ser amargo, mas logo testemunhamos o seu amadurecimento tornando-se compreensivo e carinhoso sem, no entanto perder a sua força e liderança. Apesar da relação conturbada, o casal vivem momentos muito doces e bonitos, mas Lachlan é um daqueles mocinhos turrões, cabeça dura e arrogante que tenta se fechar para os sentimentos.

O casal encontra alguns contratempos, sofrem pressões, mas no final, mantiveram-se firmes e fieis a nos mostrando que o amor quando bate à porta devemos abri-la e desfrutar de tudo aquilo que ele nos pode trazer. Mesmo sendo uma história previsível, Sophia James capturou o meu interesse de uma maneira surpreendente! O Senhor da Fronteira é um romance medieval com uma profundidade que encanta! Depois de ter lido A marca da paixão, já sabia mais ou menos o que me esperava. A capa é linda, a diagramação e a escrita estão boas. E, com uma narrativa fluída a autora nos põe facilmente a torcer pelas personagens a cada página, para que eles encontrassem a felicidade que tanto almejava. Recomendo.
Tenho parceria com a editora, mas o livro desta resenha foi comprado por mim.


Obrigado por terem enriquecido este dia com a sua presença!Não esqueça, deixe o link do seu blog que retribuo a visita. Pois é dando, que se recebe  \o/ 

0 comentários :

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...